Historiador | Visitas de Estudo Escolares

Circuitos Pedagógicos

Esta é uma atividade que pretende que as crianças conheçam a história desta “Antiga, Mui Nobre, Sempre Leal e Invicta Cidade do Porto” – cidade onde vivem e de onde muitos são naturais!

As crianças são convidadas a fazer um pequeno circuito histórico na cidade, ao longo do qual vão encontrando personagens da história do Porto, que lhes contam os acontecimentos mais relevantes da cidade e dos seus monumentos, em primeira mão.

Sendo uma atividade pensada para crianças, toda a forma de lhes fazer chegar este legado será feita através de desafios (adaptados às idades de cada grupo) e de forma animada, muito divertida e eficaz.

Nota: Todos os trajetos podem ser moldados consoante o contexto do grupo.

Detalhes da Atividade:

Local: Roteiro pela Zona Histórica
Idades: a partir do pré-escolar

Temas:

  • História da “Antiga, Mui Nobre, Sempre Leal e Invicta Cidade do Porto”;
  • Capital do Condado Portucalense;
  • Cidade do Granito, Ferro e Azulejo.

Nota: O Enquadramento Histórico vai depender das idades das crianças.

Personagens

Mulher do Povo

Era uma mulher apaixonada pelo Porto, pobre, trabalhadora e não sabia ler.

Revoltada com a vinda dos soldados franceses para o Porto e do que eles fizeram quando cá chegaram.

Agradecida pelo rei ter defendido a cidade do Porto do seu irmão, D.Miguel, que queria ser rei de Portugal.

Soldado Francês

Aproveitando uma vitória sobre o general Moore, em território espanhol, os franceses liderados por Soult entram em Portugal e conseguem alcançar o Porto.

A forte resistência através de forças do exército luso-britânico e também de muitos populares, obrigam os franceses a abandonar o país.

Rei D. Pedro IV

Pedro lV ficou na memória dos portuenses como símbolo de liberdade, patriotismo e ambição que desde sempre moveu a cidade e os seus habitantes. A participação e o grande envolvimento da Invicta nas lutas liberais (1832-1833) sensibilizou particularmente o monarca visto que teve de lutar contra o seu irmão D. Miguel.

Bispo Alvares da Costa

Era quem mandava na cidade do Porto naquela altura pois a cidade cresceu na Sé Catedral e era a eminência máxima naquele território, estava acima do rei.

Era superior, autoritário e tinha desdenho e achava que todos os que estivessem abaixo dele eram inferiores.

Padre S. João de Brito

Foi um missionário jesuíta português e mártir, chamavam-lhe “O Francisco Xavier Português”.

No regresso a Portugal, foi recebido por D.Pedro e por toda a sua corte com entusiasmo.

Deslocou-se a várias localidades para visitar a casa dos jesuítas, em Santarém, Coimbra, Porto, Braga, Évora, Monforte e Portalegre para falar sobre a missão do Madurai. Conseguiu atrair pessoas para a sua missão e possíveis missionários para ir com ele para a Índia.

Pedido de Informações

  • Termos e Condições
Share This